Cronologia da Paróquia

1951
04 de março – Às 20 horas, realiza-se a primeira reunião de moradores do bairro do Brooklin Paulista Novo, à rua Califórnia, nº 1062 – residência de Alberto Paranhos, para a organização da Comissão de Moradores do Bairro, destinada a angariar fundos para erigir um templo católico no bairro. O Pe. Luiz Gargione foi convidado para presidir os trabalhos e sugeriu que a nova paróquia fosse consagrada a São João de Brito. A comissão constituída nessa data passou a chamar-se “Comissão Pró-Construção da Igreja Matriz do Brooklin Novo”.

A Cia. Bandeirantes de Terrenos e Construções, de acordo com a Prefeitura de Santo Amaro, doara há tempos, à Cúria Metropolitana, uma área de 5000m2, situada à Rua Luisiania, entre as ruas Ribeiro do Vale e Guaraiuva, para que nela fosse erguida a Igreja.

O Dr. Adalberto Paranhos, morador do Brooklin Novo, doou um terreno de alto preço para ser rifado e a renda revertida em prol da construção da Igreja.

D.Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta, quando de sua visita a Portugal, recebeu uma imagem de São João de Brito, milagroso santo português e manifestou seu agrado de que ele fosse o padroeiro do novo templo.

08 de abril – Às 9 horas, celebrada missa campal para receber a imagem do Padroeiro, à Rua Luisiania – este foi um marco decisivo para a história da construção da Igreja Matriz do Brooklin Novo. Houve carreata e procissão, anunciadas com alto-falantes e rojões, seguidas e aguardadas por multidão de moradores do bairro, componentes do clero, autoridades civis, militares e eclesiásticas e a banda de música da Guarda Noturna de São Paulo.

19 de abril – Às 20 horas – realizada nova reunião da comissão de moradores e tomadas as providências para a construção de uma pequena capela no terreno da futura Igreja, medindo 3,00 X 2,40 m. O empreiteiro foi o morador do bairro, Sr. Stefano Tirki. A festa da inauguração ficou marcada para o dia 13 de maio de 1951. Para tanto, providenciou-se a edição de um opúsculo sobre a vida de São João de Brito, e o escritor brasileiro e morador do bairro, Sr. Edgar Cavalheiro, foi convidado a escrevê-lo.

09 de junho e 10 de junho – Realizada no terreno baldio, na esquina das ruas Luisiania e Califórnia, a primeira grande quermesse com renda revertida para a construção da igreja. No sábado, dia 9, com início às 18 horas, teve como atrações: leilão, churrasco, tômbola e barracas diversas; às 22 horas, cinema ao ar livre. No domingo, com início às 9 horas, ocorreu a inauguração da capela, com missa campal rezada pelo Pe. Luiz Gargione, vigário da paróquia. Às 10 horas, iniciou-se a quermesse. Às 16 horas, aconteceu um espetáculo artístico com apresentação de cartazes do rádio e do teatro, música, humorismo e variedades. À noite, cinema e encerramento, às 24 horas, com rojões e fogos de artifício.

1952
29 de outubro – D.Carlos Carmelo de Vasconcelos Mota nomeia o Pe. Antonio José dos Santos como vigário ecônomo da paróquia de São João de Brito – Brooklin Novo.

30 de novembro – Posse do pároco Pe. Antonio José dos Santos e leitura do Decreto de criação da paróquia com a provisão do pároco.

15 de dezembro – Provisão dos Santos Óleos à paróquia.

1954
Comprado o primeiro órgão da paróquia, marca Bohn. Iniciada a Campanha do Sacrário.

1955
Instalação do primeiro telefone servindo o ambulatório médico e o dispensário da paróquia.

1959
05 de julho – Posse do Pe. Antonio de Pádua Ferraz, nomeado pela provisão do Cardeal Carlos Carmelo de Vasconcelos Mota, datada de 25 de maio de 1959.

1963
10 de fevereiro- Posse do Monsenhor Luiz Gonzaga da Silva como vigário da paróquia. D. Carlos Carmelo de Vasconcelos Mota delegou a provisão e a posse a D. Vicente Marchetti Zioni – vigário geral da Diocese de São Paulo.

1967
21 de março – Atestado da Cúria Metropolitana, dando provisão ao Monsenhor Luiz da Silva para efetuar compras e vendas em nome da paróquia (fato muito importante tanto na história da Igreja como da paróquia).

1978
03 de abril – Decreto de provisão da Comissão Paroquial de Administração.

1979
21 de setembro – Decreto de instituição como Vigário Cooperador da Paróquia, no período de 21 de setembro de l979 a 31 de janeiro de 1980, do Pe. Sandro Schiattarella – PIME.

1989
15 de março – Bula Papal de separação da Diocese de Santo Amaro, da Arquidiocese de São Paulo.

1990
15 de janeiro – Decreto da Diocese de Santo Amaro de nomeação e provisão de pároco do Monsenhor Luiz Gonzaga da Silva, por tempo indeterminado.

1991
07 de dezembro – Decreto de nomeação e provisão de vigário paroquial do Pe. Roberto Silva, por tempo indeterminado.

1992
25 de dezembro – Decreto de nomeação e provisão de pároco do Pe. Valdir Zucheratto, por tempo indeterminado.

1997
30 de abril – Decreto de nomeação e provisão de pároco do Pe. Moacir Ventura da Silva, por tempo indeterminado.

1998
27 de abril – Decreto de nomeação e provisão de vigário paroquial do Pe. Lourival dos Santos Gratão, por tempo indeterminado.

2001
29 de junho – Autorização para exercício pastoral, dada pelo Instituto Missionário Comunhão e Participação, ao Pe. Frei Dilceu Bortolotto – CMCP para auxílio pastoral como colaborador na paróquia, conforme provisão do Bispo da Diocese de Santo Amaro.

2005
20 de fevereiro- Decreto de nomeação e provisão de pároco do Pe. Oswaldo Gerolin Filho, por tempo indeterminado.

06 de maio – Decreto de nomeação e provisão de vigário paroquial do Monsenhor Edison Giavoni, por tempo indeterminado.

2011
16 de janeiro- Decreto de nomeação e provisão de pároco do Monsenhor Paulo Sérgio Prado, por tempo indeterminado.

16 de janeiro – Decreto de nomeação e provisão de vigário paroquial do Padre Rafael Ferreira da Silva, por tempo indeterminado.

2012
PAROQUIA SJ

2015
30 de Julho – Despedida do Pe Rafael Ferreira da Silva
02 de agosto – Decreto de nomeação e provisão de vigário paroquial do Padre Vicente Gilson dos Santos